segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Grito de Dor



Cheguei a casa. Cansada da vida. Cheguei a casa, olhei o espelho e, num acto repentino, quebrei-o. Vi-me pela primeira vez na vida. Vi que sou feita de nada, que sou feita de mil pedaços, possíveis de conhecer, impossíveis de consertar. Vi-me como nunca deixei que me vissem.

Sorri para mim. Disse-me Olá. Respondi. Estabeleci ali um diálogo, saudável diria…um diálogo fácil, de alguém para alguém que me conhece [será?]. Fiquei ali horas. O gato apareceu e cortou-se num pedaço…de mim…as gotas de sangue, vermelho, vivo, mancharam rapidamente o manto branco que o cobre…Soltou uns gemidos [de dor?]. Não lhe liguei.

Peguei eu num pedaço de mim e sorri-me. Sorri-me, da mesma forma que o meu Eu também sorriu. Não tenho pêlo branco, não fico linda como tu ficaste, mas cobri-me dos meus pedaços. Cobri-me e aí sim…fui linda…fui um vermelho vivo, apaixonante, como nunca havia sido. [Queria que me tivesses visto assim…]

Já não estás aqui para me ver. Já não é possível. Mas agora eu sou quem tu sempre quiseste. Grito. Grito. Grito. De dor? De prazer?

Prazer. Prazer. Prazer da dor que sinto. Dor imensa que tornou o quarto num vermelho imenso. O meu corpo confunde-se. Apenas vejo alguns pontos de mim.

O último sorriso.
Vou sozinha.Mas, vou apaixonante.

8 comentários:

Sininho disse...

vais sozinha..mas não só ..porque vais na tua companhia..:):) .jinhos e uma boa semana

Sara S. disse...

Uma pessoa não precisa de se cobrir desse vermelho para demonstrar a sua beleza. Talvez alivie a alma, mas apenas perdura por uns breves instantes. Resto de um bom fim-de-semana. Bjs

disse...

todos nós somos um monte de pedaços, e todos estamos perto da ruptura, os espelhos enganam, os espelhos partidos não

Gaara disse...

é tempo de te levantares e seguir em frente

Peregrina disse...

Muito sentido... :)

happiness...moreorless disse...

Também gosto de me olhar no espelho e ter diálogos com ele que mais ninguém entenderia... o nosso reflexo diz-nos coisas que mais ninguém poderá dizer.

Segue sozinha mas confiante, isso é o mais importante.
Gostei.

Estou de volta por aqui =)

Unknown Artist disse...

Um blog cheio de sentimento!

Sara disse...

ás vezes estar sozinha é o que é preciso para que olhes para ti e te vejas, para que te vejas de verdade!
cabe-te a ti ver a verdade do outro lado do vermelho e no reflexo do espelho.

p.s. óptimo blog! parabéns!