quinta-feira, 5 de junho de 2008

O Mundo não é meu


O dia foi um corre-corre...aliás, a minha vida é uma corrida, na qual não vejo a meta, uma corrida na qual não sei quem são os meus adversários, uma corrida contra ou a favor de não sei o quê...

Acabou mais um dia de trabalho, a noite acompanhou os meus passos até casa...caminho habitual este, mas esta noite chamou-me a atenção...terá sido a luz, cor de prata, da lua...


Cheguei a casa. Tacteei o chão no qual me sentei. O olhar procurava algo ou alguém...a pequenos palmos escontrei uma laranja. Segurei-a nas mãos. Pela primeira vez senti que tinha o mundo nas mãos. Pela primeira vez senti que controlava a minha vida, pela primeira vez pensei ter tudo o que sempre quis na palma das minha mão...Estava intacta! Não havia sequer uma fissura...era minha e eu era dona do mundo.


Mas, o espírito é fraco...o corpo, o desejo, a curiosidade foram mais fortes que eu [não sou mais que desilusão]. Abri uma pequena fissura...continuava ali o [meu] mundo! No entanto, caiu uma pequena gota de sumo...com a língua senti a sua doçura! O desejo foi maior...gomo a gomo fui ingerindo o meu mundo, gomo a gomo fui tornando-me pequenina pequenina...


A fruta foi-se...não havia mais mundo...ficou a casca, fiquei eu...porquê? O sumo da vida não era mais o mesmo. Também eu decidi pôr fim à vida. Também eu segui o sumo, também eu saltei para a escuridão, também eu desisti...o buraco negro venceu e sorriu.


Enquanto descia olhei o céu uma vez mais...a lua não era mais de prata, era antes laranja e, o sol nasceu quando o mundo não era mais meu.


P.S. Desculpem aqueles que me lêem, mas ando mesmo sem tempo para vos ler também...prometo voltar e ler tudinho!!;)

30 comentários:

gota de água disse...

Gostei muito deste texto. E da comparação laranja-mundo. Achei fascinante. Como gostaria eu de ter o meu mundo e seu destino nas mãos! ;)
bjs

MR. HEAVY disse...

tás desculpada!!! enquanto nos continuares a deliciar com os teus textos tás sempre desculpada!

Carla disse...

adorei o teu texto...às vezes também me sinto a casca da fruta!
beijos de bom fim de semana

Rosi Gouvea disse...

Procuro dizer o que sinto
Sem pensar em que o sinto.
Procuro encostar as palavras à idéia
E não precisar dum corredor
Do pensamento para as palavras...

...Alberto Caeiro...

Fico muito feliz com sua visita!
Espero ver-te sempre por lá...
Sempre me encontrarás por aqui!

Doces beijos

EDUARDO disse...

Haja tempo pra tão reais e bonitas palavras!

Paradoxos

Å®t Øf £övë disse...

(Un)Hapiness,
A vida é uma longa maratona, onde temos que ter a capacidade e o saber, de dossear o esforço para um dia podermos chegar à meta.
Bjs.

Carlos disse...

Olá,
como sempre gosto de te ler.
ás vezes sentimo-nos assim pequeninos ,no nosso Mundo...
Não desistas porque novas e ardentes etapas chegarão....
Tu és também um Mundo.....


Beijito

Loucura disse...

Fascinante! Tal como a música de Sérgio Godinho que tenho a acompanhar os textos do meu blog. Fazes-me lembrar uma menina, com o sonho de um mundo melhor. Será que não o és?

Å®t Øf £övë disse...

(Un)Hapiness,
Vim desejar-te uma boa semana, e deixar-te um beijinho.

Madamefala disse...

" O sumo da vida não era mais o mesmo."

perfeito!!!!!

Ando sentindo falta das suas visitas!

bjinhos!

João C. Santos disse...

"Também eu decidi pôr fim à vida"

quantos são os que deixam de lutar antes das três batidas na madeira...

quantos são?

quantos de nós não sabem ao menos a doçura do sumo e a vida já não é a VIDA por que nunca lhe tomou o sabor...

Nogs disse...

Os mundos, tal como os momentos mais importantes também devem ser "comidos" e bem digeridos/ vividos. Portanto não vejo nada de mal em teres "comido" o teu mundo, nem em te teres perdido no seu sabor doce.

Pensa, em vez disso, que no final... Foste com ele rumo ao infinito.


Beijinhos cítricos:P

E obrigada por voltares;)

_(without) fєєℓιиgѕ_ disse...

é incrível como os teus textos são bonitos...^^

Sara disse...

Quem pensaria que era possivel reduzir o mundo a uma laranja? Um texto belíssimo! E acho que cabe a cada um de nós eternizar esse sumo, essa alegria. :)
Obrigada pelas visitas e pelos comentários. Um beijinho

Sara disse...

Quem pensaria que era possivel reduzir o mundo a uma laranja? Um texto belíssimo! E acho que cabe a cada um de nós eternizar esse sumo, essa alegria. :)
Obrigada pelas visitas e pelos comentários. Um beijinho

Anónimo disse...

Minha nova amiga.

Gostei de como vc comparou seu mundo a uma laranja.
Belo texto.
Voltarei sempre.
Só te aconselho a fazer suco dela.
pois assim verás de um outro angulo.
Fique na paz.
Sua amiga.

Regina Coeli.
Te aguardo no cantinho da deusaodoya.

Jorge Cardoso disse...

bela interpetação do nosso mundo parece que se esvai em sumo ora doce ora amargo consoante o perfume da laranja.

adoro como escreves, querida...

já agora vai ver o meu tatuagem foi feito a pensar naquilo que vemos nos outros como tatuagem de um mundo que ora é asedo ora é doce.

bjs...

Aninha's disse...

Este teu texto tocou-me :')
O tempo o mundo o que nós vivemos é simplesmente tão inegmático parece tudo tão certo e de repente deixa de ter razão.
Sim o que fala o meu poema e sauda vel :D

beijinhos

Aninha's disse...

Este teu texto tocou-me :')
O tempo o mundo o que nós vivemos é simplesmente tão inegmático parece tudo tão certo e de repente deixa de ter razão.
Sim o que fala o meu poema e sauda vel :D

beijinhos

Ignota disse...

Eu às vezes acho que corro contra o tempo. Outras vezes, penso que corro contra mim. Também já corri contra tudo e contra todos. Agora não quero correr, descobri que gosto de passear e a favor de tudo e todos! (utopias?)

O meu mundo não é uma laranja, mas o meu quarto é todo alaranjado!

Francis disse...

Sabes uma coisa?
Não paras de me surpreender!
Adorei a tua laranja, a analogia que conseguiste criar.
Tempo? que é isso? Só damos valor ao que não temos, não é?
Um dia destes vêm as férias, acabam os trabalhos de Bolonha, terminam as frequências e exames e volta o tempo disponível.
Que assim seja.
Beijo.

Mel disse...

o que nos cai facilmente nas mãos facilmente destruímos sem termos noção das nossas acções... o desejo de ter tudo de uma vez acaba por nos arrastar para o dito buraco negro... compreendo... tanta vez me senti assim...

adorei o texto. é um texto frontal, um texto sentido, um texto sofrido. continua assim :)

AxOr!aNo disse...

A denuncia da fraqueza espiritual , fisica, o desejo , curiosidade e ambição como razão para o fim de um mundo, o teu mundo,razão da absorção e morte do que na realidade eras foi o que maís me prendeu ao teu texto.
Escrita muito expressiva =) adorei

O Profeta disse...

Sou!? Serei apenas um desalinhado?
Pensador fugitivo ao agreste sonho
Uma pedra pensante no meio da ilha
Meio Homem, meio Arcanjo, um ser bisonho


Convido-te a navegares esta vaga de sentires


Bom fim de semana


Mágico beijo

Martim disse...

nunca te deixes levar pela escuridão, pela tristeza, pela saudade...a vida é feita de gomos mas por muitas laranjas que possamos comer, muitas mais estao a nascer:)
o teu mundo nao morreu e os teus textos estão aqui a provar isso mesmo:)
beijos***

Екатерина disse...

" A minha vida é uma corrida " - Qe seja :D

Inez disse...

"o sol nasceu quando o mundo não era mais meu. "

sem palavras, texto fascinante mesmo :O

beijinho :)

MalucaResponsavel disse...

o mundo nas tuas maos... :))))))) estas perdoada p n me visitares pq tb n t tnh visitado. kiss

vero disse...

Todos nós acabamos um dia ou outro por "por fim á vida" é isso que nos torna humanos poder sentir e saborear, como só nós o sabemos...

Um beijo :)

Paradoxos disse...

quaNDO voltas?